Author Archives: Rafael V

Repetir jargões ou pensar a conjuntura por um prisma anarquista

Historicamente temos formas de análise conjuntural anarquista a problemas complexos que envolvem as movimentações dos de cima. Mas se todos os governos são iguais, para que faz análise de conjuntura? Substitui-se assim, a análise de conjuntura por meia dúzia de jargões e se tem o problema, como falsamente resolvido. O resultado é pobre, do ponto […]

Para além dos 4 anos das eleições

Rafael V. da Silva Há uma ilusão em andamento que é forçar o observador político a compreender o funcionamento do Estado apenas pela escala das eleições. Sendo assim, o observador passa a analisar as mudanças do Estado como algo que ocorreria de 4 em 4 anos, no curto prazo. Isso é exatamente a incorporação de […]

A conjuntura os perdoará: um peronismo à brasileira

Rafael V. da Silva A base de sustentação de Perón, que governou a Argentina durante um longo período era uma complexa amálgama de sindicatos, organizações de juventude e setores populares, de distintas expressões políticas. Assim como se apoiava em certos setores empresariais e conservadores. Nos tempos em que o peronismo foi proscrito (Perón depois de […]

A Microfísica do poder, o Estado neodesenvolvimentista versus neoliberal, e uma análise de conjuntura por meio da Greve dos Professores do Paraná – Parte II

Por Luiz Felippe de Castro H. Segunda parte Leia a primeira parte aqui.   Aonde chegamos com tudo isso? E o que isso tem a ver com a greve? Temos visto um aumento da intensidade da luta de classes, que não víamos desde as décadas de 70 e 80, justamente o momento de formação do […]

A Microfísica do poder, o Estado neodesenvolvimentista versus neoliberal, e uma análise de conjuntura por meio da Greve dos Professores do Paraná – Parte I

Por Luiz Felippe de Castro H. Este texto não tem como fim uma análise científica, mas o caráter de um ensaio, que busca sugerir alguns caminhos para pensarmos a atual conjuntura política do Brasil e o diferente papel do Estado sob diferentes gestores. Em que pese isso, os diferentes matizes de gestão do Estado que […]

Elementos da conjuntura vista desde baixo – Março de 2015

  Por JG Quero contribuir com um elemento para pensar a conjuntura atual que deveria ser central para nós, desde baixo e à esquerda, mas tem sido pouco considerado em detrimento de análises ora no campo institucional, ora de impressões avulsas das redes sociais: a força das ruas. Desde o período das eleições (out de […]

Fascismo proletário – Maurício Tragtenberg

No dia 14/12/79 às 20h30, na porta do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, 30 elementos adeptos do jornal ‘A HORA DO POVO’, estranhos a categoria profissional, agrediram os membros da ‘Oposição Sindical Metalúrgica’ com cassetetes, correntes e barras de ferro, resultando ferimentos em Vito Giannoti e Raimundo de Oliveira, este, medicado no Pronto Socorro. […]