Dossiê Rússia – Parte 3 – Nova Guerra Fria

A Rússia continua sua jornada para retomar as glórias do passado, como Império Czarista e posteriormente União Soviética.

Motivada por uma vingança contra seu antigo rival, os EUA, o governo russo move seus tentáculos para criar uma contraofensiva global. Este é o tema do terceira e última parte da série Dossiê Rússia.

O plano de Putin e Dugin se torna claro.

Por um lado, há a busca de fortalecer organizações de direita e de esquerda que seu oponham a União Europeia (aliada dos norte-americanos). Seria um método para desestabilizar os rivais.

No ano de 2014, houve uma reunião envolvendo os representantes da extrema direita europeia para homenagear a “Santa Aliança”: países monárquicos que se uniram para esmagar a França revolucionária.

“Um encontro em Viena passou despercebido pela grande mídia mundial. Os líderes do Movimento Eurasiano russo, a extrema-direita populista europeia, aristocratas e homens de negócios reunidos para ‘salvar’ a Europa contra o liberalismo norte-americano e seus lobbies.”
http://radiovox.org/2015/01/29/cupula-da-quinta-coluna-eurasiana

Fica evidente o principal alinhamento com o Fascismo: Frente Nacional, Aurora Dourada, Jobbik e muitos outros estão entre os aliados mais simpáticos as ideologias eurasianas. Se observarmos os fatos apresentados nos outros dois textos, fica evidente que a nova ofensiva da extrema direita será liderada pela Rússia.

“O Kremlin está a tentar influenciar a política da União Europeia através dos partidos extremistas, dizem cientistas políticos.”
http://www.publico.pt/mundo/noticia/marine-le-pen-e-outros-lideres-da-extremadireita-seguem-a-mensagem-de-putin-1632551

“Marine Le Pen, líder do partido de extrema-direita francês Frente Nacional, afirmou domingo, em entrevista ao jornal austíaco Kurier, sobre o presidente Russo, Vladimir Putin: ‘Ele está consciente que defendemos valores comuns’.”
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=3921668&seccao=Europa

“Le Pen, mais perto de Putin do que da EU
http://brasil.elpais.com/brasil/2014/05/18/internacional/1400439401_860865.html

“Marine Le Pen foi recebida em várias ocasiões, em Moscou, por homens de Putin. Aliás, a presidente da FN é um dos raros líderes europeus a apoiar a diplomacia armada de Moscou. Ela saudou como uma vitória a anexação da Criméia. e apoia ativamente a posição de Putin na Ucrânia – o que justifica por razões históricas, políticas e culturais.”
http://jornalggn.com.br/noticia/apoio-da-familia-le-pen-a-putin-causa-polemica

Golden Dawn for Jean-Marie Le Pen “Front National” & Vladimir Putin-Russia http://www.youtube.com/watch?v=u1jCmQc5BdA

Greece: Golden Dawn MP says Maidan manipulated by the US

Marine Le Pen accepts $12.8m loan as Putin looks for allies
http://www.theaustralian.com.au/news/world/marine-le-pen-accepts-128m-loan-as-putin-looks-for-allies/story-fnb64oi6-1227133923577?nk=d415599c5ef4f9bc8b0822e6940a4d21

Extrema-direita europeia se reúne na Rússia a convite de partido pró-Putin
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/mundo/2015/03/22/interna_mundo,476513/extrema-direita-europeia-se-reune-na-russia-a-convite-de-partido-pro-putin.shtml

 

“— É além da ironia — observa um membro da Comissão Europeia. — Putin diz que age na Ucrânia para parar o fascismo, enquanto financia fascistas de direita, esquerda e centro por toda a Europa.”
http://oglobo.globo.com/mundo/extrema-direita-europeia-apoia-putin-contra-uniao-europeia-15386907

Mas nem só da direita vive a Rússia. Se por um lado buscam utilizar a direita e extrema direita, por outro lado, manejam o ódio da esquerda aos Estados Unidos para abrir outras frentes.

Na Grécia, por exemplo, o KKE e o Syriza são utilizados como armas para golpear a União Europeia.

” A aliança do Syriza com o partido nacionalista ANEL reforçou a russofilia de Atenas. O seu líder, Panos Kammenos, é um apologista da Rússia de Putin com a qual a Grécia partilharia ‘valores civilizacionais’ fundados na herança do cristianismo ortodoxo. “
http://www.publico.pt/mundo/noticia/sera-a-grecia-o-cavalo-de-troia-russo-na-ue-1685204

“Como membro fundador da organização jovem do Partido Comunista da Grécia (KKE) […]é ‘o maior ponto de interrogação do novo governo’. O diário relata sobre contatos de longa data do político com o ideólogo de Moscou Alexander Dugin, que se pronuncia por uma “União Eurasiana” e se aferra à noção de uma ‘Grande Rússia’.”
http://www.dw.de/atenas-pode-ser-for%C3%A7ada-a-escolher-entre-ue-e-r%C3%BAssia/a-18225127

E os planos russos não se limitam a Europa.

A China é a maior potência não alinhada ao Mercado Financeiro. Não é de se surpreendo alinhamento de ambos. Nas decisões da ONU, é comum ambos os países terem posições iguais.

“Acordo com China sinaliza ‘guinada a leste’ da Rússia”
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/05/140521_china_russia_analise_jm_cc

“Em meio a tensão com EUA, China e Rússia realizam manobras militares e negociam preço de gás”
http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/35335/em+meio+a+tensao+com+eua+china+e+russia+realizam+manobras+militares+e+negociam+preco+de+gas.shtml

“China e Rússia fazem da cooperação militar ‘uma prioridade’”
http://brasil.elpais.com/brasil/2014/11/19/internacional/1416421925_750344.html

Os países latino-americanos pertencentes ao “Foro de São Paulo” e os regimes marxistas ainda de pé são outros potenciais aliados para a empreitada russa. O revanchismo deles para com os imperialistas norte-americanos favorece a proximidade.

“Rússia quer instalar bases militares em Cuba e na Venezuela, diz ministro
http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,russia-quer-instalar-bases-militares-em-cuba-e-na-venezuela-diz-ministro,1134910

“Rússia vai fazer manobras militares conjuntas com a Coreia do Norte”
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4377817

“Rússia busca reforçar laços com a Coreia do Norte”
http://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2014/06/04/interna_internacional,535994/russia-busca-reforcar-lacos-com-a-coreia-do-norte.shtml

“Rússia planeja abrir bases militares em Cuba, Nicarágua e Venezuela, diz ministro”
http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/34148/russia+planeja+abrir+bases+militares+em+cuba+nicaragua+e+venezuela+diz+ministro.shtml

“Rússia pretende instalar bases militares em Cuba e no Vietnã”
http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,russia-pretende-instalar-bases-militares-em-cuba-e-no-vietna,906689

“Bolívia e Rússia assinam acordos nos domínios da energia e da cooperação militar”
http://www.publico.pt/mundo/noticia/bolivia-e-russia-assinam-acordos-nos-dominios-da-energia-e-da-cooperacao-militar-1365549

“Rússia alarga cooperação militar com países da América Latina”
http://br.sputniknews.com/portuguese.ruvr.ru/2014_03_31/R-ssia-alarga-coopera-o-militar-com-pa-ses-da-Am-rica-Latina-9494/

E por fim, a Rússia busca criar parceiros que, por diversos motivos, possuam rivalidades com os Estados Unidos. Portanto, negocia com setores islâmicos rivais aos norte-americanos.

“Rússia diz que construirá oito centrais nucleares no Irã”
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2014/11/1546495-russia-diz-que-construira-oito-centrais-nucleares-no-ira.shtml

“Rússia e Irã parabenizam Assad por vitória na Síria
http://www.portugues.rfi.fr/mundo/20140605-russia-e-ira-parabenizam-assad-por-vitoria-na-siria

“Rússia diz que vai apoiar presidente da Síria em combate ao ‘terrorismo’”
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/11/russia-diz-que-vai-apoiar-presidente-da-siria-em-combate-ao-terrorismo.html

“Por que a Rússia e a China apoiam a Síria?”
http://ultimosegundo.ig.com.br/revoltamundoarabe/2013-09-12/por-que-a-russia-e-a-china-apoiam-a-siria.html

“Apoiado pelo Kremlin, Kadyrov enfrenta uma insurreição que pretende formar um Estado Islâmico na maioria muçulmana no norte do Cáucaso.”
http://oglobo.globo.com/mundo/milhares-participam-de-manifestacao-anti-charlie-na-regiao-russa-da-chechenia-15091972

 

E é claro…para comprovar que é uma rede de aliados e não apenas uma empreitada russa, podemos verificar o apoio mútuo entre essas forças:

“Rússia, China e Irã se opõem à guerra contra a Síria”
http://www.brasildefato.com.br/node/25652

“China investirá US$ 20 bilhões na Venezuela, diz Maduro”
http://exame.abril.com.br/economia/noticias/china-investira-us-20-bilhoes-na-venezuela-diz-maduro

“Irã e Venezuela juram amizade eterna e desafiam imperialismo”
http://noticias.terra.com.br/mundo/oriente-medio/ira-e-venezuela-juram-amizade-eterna-e-desafiam-imperialismo,a3388978358da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

“China quer estreitar laços militares com Irã, diz mídia chinesa”
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/10/china-quer-estreitar-lacos-militares-com-ira-diz-midia-chinesa.html

“Rússia e China ofereceram ajuda à Grécia, diz ministro”
http://exame.abril.com.br/economia/noticias/russia-e-china-ofereceram-ajuda-a-grecia-diz-ministro

“Procurador que acusou presidente argentina de acobertar Irã é encontrado morto”
http://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2015/01/19/interna_internacional,609300/procurador-que-acusou-presidente-argentina-de-acobertar-ira-e-encontrado-morto.shtml

A coalizão liderada pela Rússia cada vez fica mais forte. Cedo ou tarde, terão poder para assumir a hegemonia do planeta, derrubando os Estados Unidos.

Bem-vindo ao século XXI: dia 9 de Maio começa oficialmente a nova Guerra Fria
http://www.revistaforum.com.br/rodrigovianna/vasto-mundo/35868/

“Mais de 20 anos após fim da Guerra Fria, EUA e Rússia voltam a protagonizar disputa de poder e influência  “
http://noticias.r7.com/internacional/mais-de-20-anos-apos-fim-da-guerra-fria-eua-e-russia-voltam-a-protagonizar-disputa-de-poder-e-influencia-13092014

Finalizo agora com mais uma frase de Aleksandr Dugin:

“Há amigos e há inimigos. Somente isso importa. Tudo o mais não tem nenhuma importância.”

Anúncios

um comentário

  1. Tirso Duarte · · Responder

    Bom, este texto me deixou claro que vc tem noção do que está ocorrendo. O que me espanta é que vc ache ruim que o imperialismo ocidental tenha um concorrente rsrs. Vc compreende que o governo russo não partilha de todos os valores dos partidos de extrema-direita aos quais ele está aliado, afinal possui alianças com grupos ideologicamente variados. Também está claro que não são usados pelos russos, pois possuem interesses mútuos na relação. A conclusão que vc parece ter chegado é que os russos querem destruir o ocidente a todo custo e para isso se aliariam até ao diabo. Curiosamente, é a mesma conclusão da mídia neoconservadora americana/europeia e do Olavo de Carvalho. Eu tenho uma explicação bem mais simples para o processo. O país sofre com sanções, expansão da OTAN e outras pressões dos líderes ocidentais. Eles simplesmente estão protegendo seus interesses. É natural que eles apoiem grupos que sejam contra as sanções e a expansão da OTAN e favoráveis a melhores relações. Ou eles deveriam apoiar políticos anti-Rússia? O que pouco se noticia é que há alguns políticos do “centro moderado”, especialmente na França e Alemanha, que desejam o fim das sanções e a mídia russa tem destacado eles. Até que me mostre evidências do contrário, considero mais plausível que a Rússia quer líderes ocidentais mais cooperativos que não tratem a Rússia como inimigo do que destruir o ocidente. Até agora, a postura dos líderes ocidentais com a Rússia tem sido muito mais agressiva que a da Rússia com o ocidente (sanções, OTAN, condenações, ameaças etc) . “Cedo ou tarde, terão poder para assumir a hegemonia do planeta, derrubando os Estados Unidos.” Vc está muito otimista rsrs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: